Americana / SP - domingo, 24 de setembro de 2017

Dicas Importantes

As melhores dicas para manter sua pele saudável

Cuidados com a pele ressecada e/ou descamativa:  

  • não tome banhos muito quentes, eles retiram a oleosidade natural da pele.
  • evite se ensaboar demais e não use bucha, isso retira a hidratação natural da pele. Prefira sabonetes suaves, "hidratantes".
  • se tomar 2 banhos por dia, ensaboe o corpo todo em apenas 1 deles.  No outro, só ensaboe as áreas de dobra de pele (axilas, regiões inguinais e nádegas).
  • logo após o banho, com a pele ainda úmida, use um hidratante nas áreas ressecadas. Procure um dermatologista para saber qual o hidratante mais indicado para sua pele.
  • beba bastante água e coma frutas, legumes e verduras.



Cuidados com a pele oleosa:  

  • evite usar hidratantes nas áreas de pele oleosa, eles raramente são necessários. Mesmo se logo após o banho, a pele parece ressecada, em pouco tempo a oleosidade natural vai retornar.
  • evite lavar a face com água quente, pois isso estimula a produção de mais oleosidade.
  • evite alimentos gordurosos.
  • beba bastante água e coma frutas, legumes e verduras.
  • só use filtros solares ou cosméticos com o rótulo oil free (sem óleo).
  • se, além de oleosa, a pele descama ou fica avermelhada ou com coceira, procure um dermatologista, você pode estar com dermatite seborréica.



Cuidados com os cabelos oleosos:  

  • evite usar condicionadores próximo à raiz dos cabelos ou xampus que contenham condicionadores na sua fórmula (2 em 1).
  • evite lavar a cabeça com água quente.
  • evite alimentos gordurosos e bebida alcoólica.
  • beba bastante água e coma frutas, legumes e verduras.
  • cuidado com o estresse, ele pode aumentar a produção de oleosidade.
  • se além da oleosidade tem caspa e coceira, pode ser a dermatite seborréica. Neste caso, procure um dermatologista para o correto diagnóstico e tratamento.



Cuidados com os cabelos  ressecados e com pontas duplas:

  • use condicionadores após o xampu.
  • use regeneradores de pontas após o banho.
  • evite pentear frequentemente os cabelos.
  • evite fazer escova.
  • evite o calor intenso dos secadores.

Cuidados com as unhas:

  • não corte as unhas até o "sabugo", deixe sempre uma pequena porção da borda livre.
  • não corte as unhas dos pés pelos cantos, isso evitará que elas encravem.
  • não retire ou afaste as cutículas, elas protegem a matriz ungueal da ação de substâncias químicas e/ou microorganismos.
  • evite usar endurecedores de unha, eles podem causar ressecamento e manchas.
  • evite deixar as mãos úmidas por muito tempo. A umidade excessiva favorece o surgimento de micoses como o "unheiro".
  • deixar de usar esmaltes durante 1 semana por mês, usando um hidratante com uréia neste período, ajuda a evitar o ressecamento e desfolhamento das unhas.
  • qualquer alteração como bordas desfolhando ou quebrando, manchas, descolamento ou espessamento da unha, procure um dermatologista para o correto diagnóstico e tratamento.

Como proceder em caso de queimaduras
  • imediatamente coloque e mantenha a área queimada sob água fria ou gelada até aliviar a dor.
  • não coloque qualquer produto na queimadura (pasta de dente, manteiga...). Não ajudam e atrapalham a limpeza das lesões. Nem mesmo os cremes para queimadura, vendidos nas farmácias, devem ser colocados sem a orientação de um médico.
  • caso formem-se bolhas, não as estoure. Se isto for necessário, deve ser feito por um médico.
  • procure sempre atendimento médico para avaliação da necessidade de tratamento das lesões para uma melhor cicatrização.
  • atenção: queimaduras em áreas muito extensas, mesmo que superficiais, podem representar risco de vida. Procure imediatamente atendimento médico.
  • após cicatrizada, evite expor a área queimada ao sol, pois aumenta o risco de escurecimento.
  • mesmo protegendo-a, pode ocorrer o escurecimento da pele, que pode ser tratado pelo dermatologista.
 

Como evitar as micoses da pele?

 A umidade da pele, provocada pelo suor ou pelo costume de não se enxugar adequadamente após o banho, favorece o surgimento das micoses da pele. Hábitos higiênicos são importantes para se evitá-las.  Previna-se seguindo as dicas abaixo:
  • seque-se sempre muito bem após o banho, principalmente as dobras de pele como as axilas, as virilhas e entre os dedos dos pés.
  • evite ficar com roupas molhadas por muito tempo (sungas, maiôs, etc.)
  • evite o contato prolongado com água e sabão.
  • não use objetos pessoais (roupas, calçados, pentes, toalhas, bonés) de outras pessoas.
  • não ande descalço em pisos constantemente úmidos (lava pés, vestiários, saunas).
  • observe a pele e o pêlo de seus animais de estimação (cães e gatos).  Qualquer alteração como descamação ou falhas no pêlo procure o veterinário.
  • evite mexer com a terra sem usar luvas.
  • use somente o seu material de manicure.
  • evite usar calçados fechados o máximo possível.  Opte pelos mais largos e ventilados. Use sempre meias de algodão.
  • evite roupas quentes e justas.  Evite os tecidos sintéticos, principalmente nas roupas de baixo. Prefira sempre tecidos leves como o algodão.

Dicas relativas à pele das crianças
  • "bolhinhas" com puz na pele ou feridas que não cicatrizam podem ser impetigo. Em alguns casos, a enfermidade pode desencadear uma doença que afeta os rins, portanto deve ser tratada logo no início.
  • se o seu filho frequenta piscina e estão aparecendo uns "carocinhos" bem pequenos com uma depressão no centro ele pode estar com molusco contagioso. A doença também deve ser tratada logo no início pois se alastra com facilidade tornando o tratamento mais difícil.
  • coceira na nuca pode ser sinônimo de piolhos, local predileto deles também no adulto. Procure por eles ou pelas lêndeas, pontos brancos aderidos aos fios, que são os ovos dos parasitas.
  • se seu filho brinca em caixas de areia ou na praia e aparecer uma mancha avermelhada, coçando muito e fazendo um caminho sinuoso semelhante a um caminho de serpente, pode ser larva migrans, também conhecido como "bicho geográfico".
  • nem toda mancha branca que aparece após a praia, é "micose de praia". Outras doenças, como a pitiríase alba ou deficiência de vitamina A podem ser a causa das manchas.
  • se o seu filho toma mais de um banho por dia, evite a água muito quente e ensaboá-lo demais, o que pode provocar ressecamento e diminuir a barreira protetora da pele. Dê preferência a sabonetes suaves.
  • coceira na dobra dos braços e atrás dos joelhos, acompanhadas de aspereza e vermelhidão, podem ser provocadas pela dermatite atópica, doença comum em crianças e "da família" da asma e rinite alérgica.
  • evite cortar as unhas dos pés dos recém-nascidos muito curtas, principalmente se eles usam macacões com pé, pois elas correm o risco de encravar.
  • coceira pelo corpo, que piora à noite, atingindo principalmente abdômen, genitais, umbigo, espaços entre os dedos das mãos, axilas e punhos pode ser escabiose, principalmente se outros membros da família também estão coçando.
  • bebês muito aquecidos por excesso de roupas podem desenvolver bolinhas avermelhadas principalmente no tronco e na região do pescoço. É a miliária ou brotoeja.
  • algumas crianças nascem com hemangiomas, que são manchas avermelhadas, algumas elevadas. Na maioria das vezes, não necessitam de tratamento, pois regridem sozinhas.

Como evitar o envelhecimento e o câncer da pele?

 A exposição prolongada e repetida da pele ao sol causa o envelhecimento cutâneo além de predispor a pele ao surgimento do câncer. Tomando-se certos cuidados, os efeitos danosos do sol podem ser atenuados. Aprenda a seguir como proteger sua pele da radiação solar.
  • use sempre um filtro solar com fator de proteção solar (FPS) igual ou superior a 15, aplicando-o generosamente pelo menos 20 minutos antes de se expor ao sol e sempre reaplicando-o após mergulhar ou transpiração excessiva.
  • use chapéus e barracas grossas, que bloqueiem ao máximo a passagem do sol. Mesmo assim use o filtro solar pois parte da radiação ultra-violeta reflete-se na areia atingindo a sua pele.
  • evite o sol no período entre 10 e 15 horas.
  • a grande maioria dos cânceres de pele localizam-se na face, proteja-a sempre. Não esqueça de proteger os lábios e orelhas, locais comumente afetados pela doença.
  • procure um dermatologista se existem manchas na sua pele que estão se modificando, formam "cascas" na superfície, sangram com facilidade ou feridas que não cicatrizam.